segunda-feira, 15 de junho de 2015

Pois é, SARUMAN (Cristopher Lee) já partiu desta para melhor (Assim espero!), mas o bom e velho GANDALF (Ian McKellen) ainda esta por aqui aprontando suas estrepolias. Me perdoem, mas não resisti a fazer esta brincadeira depois de ver tanta gente trocando as bolas com estes dois ótimos atores. Mas, esquece isso, estamos aqui para falar de MR.HOLMES, um drama policial de mistério, uma produção conjunta entre Inglaterra e Estados Unidos e direção de Bill Condon. Apesar de Sherlock Holmes ser um personagem imortalizado pela obra do autor Sir Arthur Conan Doyle, o filme é baseado no romance Um truque Ligeiro da Mente, escrito por Mitch Cullin . 

O filme é estrelado Ian McKellen como Sherlock Holmes e Laura Linney como governanta Sra Munroe.

E apesar de Sherlock Holmes ser um personagem que dispensa apresentações. Afinal é conhecido não somente por seus de livros, mas também por ter estrelado inúmeros filmes, desenhos animados, séries de tv, quadrinhos e sabe-se lá mais o que. Ainda assim, a história deste filme se mostra original. Segundo podemos entender pela sinopse da história teremos um Sherlock Holmes, já aposentado, sendo confrontado por um antigo e não solucionado caso de 50 anos atrás. Ele se lembra apenas de fragmentos: um confronto com um marido furioso e um vínculo secreto com sua bela, mas instável esposa. Agora porém, com seus lendários poderes mentais em declínio, e sem o auxílio de seu velho companheiro Watson (já falecido), Holmes se depara com o caso mais difícil de sua vida.


Como dá pra perceber não só pela descrição, mas também pelo trailer, o diretor Bill Condon decidiu abordar um outro olhar sobre o personagem. Baseado no livro Um truque Ligeiro da Mente (A Slight Trick of the Mind), ele trouxe o detetive para uma história de amor, de amizade e de respeito ao próximo. Em outras palavras, um filme familiar.

Segundo andei pesquisando o roteiro nos conduz para fora do foco do trabalho investigativo, e nos apresenta um Holmes aposentado, aos 93 anos. Ele está fraco, doente e com uma memória fraca. Vivendo junto de uma governanta viúva (Laura Linney) e seu filho pequeno (Milo Parker), enquanto passa o dia cuidando de um apiário. Consta que a história faz um bom trabalho ao ressaltar que o olhar aguçado e o senso de dedução de Holmes (Ian McKellen) continuam impressionantes, embora não sejam mais usados para fins profissionais.

O protagonista é visto principalmente como figura paterna do garoto órfão de cerca de oito anos, que convenientemente se interessa por todas as áreas que também agradam Holmes. Mas para desenvolver sua narrativa, Mr. Holmes faz com que o detetive tente se lembrar de seu último caso, que o traumatizou. Embora os fatos tenham sido resolvidos, as consequências psicológicas deste trabalho (que resultou na morte de uma mulher) levaram Holmes a abandonar a profissão.

Apesar de ainda não ter uma data de estreia definida no Brasil, chega aos cinemas britânicos no dia 19 de junho, e possivelmente, também em nossos cinemas.

E então, estamos animados ou não para ver esse novo filme do clássico herói-detetive? Qual sua opinião sobre este filme? Comente.

Ney Bellas

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :