quarta-feira, 10 de junho de 2015



Olá a todos novamente!!

Sabe, quando estou revendo Star Wars - O Retorno de Jedi, vejo sempre a ação focada nos heróis principais, como Han Solo, Luke Skywalker, Lea Organa, o almirante Ackbar, comandante Lando Calrissian, os droids, Chewbacca e até os Ewoks.

Mas em uma guerra, há o herói desconhecido, aquele que um ato heroico e, muitas vezes, fatal, pode mudar a maré de uma batalha, tornando uma vitória impossível uma realidade.

No nosso mundo "real", temos muitos exemplos, como Leônidas e seus trezentos, de onde conhecíamos seu líder, mas não seus soldados; Nelson, na batalha naval de Trafalgar, que impediu Napoleão de dominar a Inglaterra, e, mesmo recebendo bala fatal de um tripulante francês, sabia que se fosse visto morto, sua tripulação perderia a vontade de lutar, ocultou-se em sua cabine até o fim da luta, morrendo depois da vitória conquistada; os pracinhas brasileiros que, no interior da Itália, lutaram com total inferioridade contra um batalhão alemão, e sendo só três, resistiram até o fim, e ganharam tal respeito que o comandante alemão os enterrou com todo o respeito que mereciam pela sua coragem. Outro exemplo? Aqui em terras baianas, durante a luta de independência do Brasil, que só foi realizada e efetivada após a expulsão das tropas portuguesas da cidade de Salvador, em 02 de Julho de 1823, e que teve um sem número de heróis, conhecidos ou não, que deram suas vidas pela liberdade, como o caso do corneteiro Lopes que, ao receber ordem de tocar a marcha da retirada, pois estavam em menor número que as forças portuguesas, fez exatamente o contrário, tocou a marcha de avançar e, com esta atitude, assustou os portugueses, que abandonaram seus postos.

Bem, todos estes comentários é para falar de um herói específico da batalha de Endor, um piloto conhecido apenas por "Líder Verde",  de um A-Wing, que colidiu contra a ponte do superstardestroyer imperial e a destruiu,  mudando a situação no campo de batalha no espaço.



Um cartunista, chamado Daniel Warren Johnson, ficou particularmente intrigado e comovido com esta cena específica, e resolveu ilustrar os últimos momentos deste piloto, e também de sua companheira, piloto de X-Wing que morreu acompanhando-o no ataque.

Não precisa de texto. Os quadrinhos dizem tudo:












Tocante.



Fontes: Space-Mullet, Kotaku.com, CBR.com, Super Punch

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :