segunda-feira, 26 de outubro de 2015


(Como não lembrar de Billy Idol?]

Já vimos que o protagonista de hoje será a reportagem da revista Empire que dedicou uma extensa matéria sobre o "Esquadrão Suicida". A capa e as primeiras imagens são o prelúdio, um pequeno aperitivo para desvendar alguns os segredos por trás da segunda produção da DC e da Warner Bros. para o próximo ano.
Abaixo você confere as primeiras declarações de Jared Leto sobre sua interpretação do Coringa.

Sobre o Coringa

Jared Leto nunca deixou de interpretar o Coringa no set de filmagem do filme, algo que já sabíamos, e levou ao "sofrimento" os seus colegas de elenco. Por exemplo, chamava por chamar Jim Parrack (Jonny Frost) e ele pedia para pintar rosas com a cor preta e preencher uma mochila com nove delas. Jared justifica seus atos do seguinte modo:
     Estava pensando que o Coringa vai certamente dizer  "Foda-se" e desligar. Houve um período de separação, eu mergulhei em sua mente, mas era uma oportunidade única e não poderia imaginar qualquer outra maneira de fazê-lo. Foi divertido jogar todos esses jogos psicológicos. Mas, ao mesmo tempo, era muito doloroso, como se tivesse um bebê saindo do buraco do meu pinto.
Também diz que durante a filmagem escutava música gospel da década de 20 e lia livros sobre  xamãs. Para Leto, o personagem Coringa é muito mais complexo do que as pessoas pensam e você tem que passar de certos limites:
      Sempre sinto que o Coringa pode ser muito mais antigo do que as pessoas acreditam, é algo diferente. Se não quebrar as regras não irá conseguir nada novo.
Esta versão do personagem não será um simples psicopata, de acordo com o produtor Charles Roven é uma versão  "mais social... um empresário de sucesso e inteligente mas sociopata". O diretor David Ayer, por outro lado, tem medo da interpretação de Jared:
    Este Coringa é o "terceiro trilho" dos filmes baseados nas HQs [refere-se aos trilhos de ferro de metro que, se eles são tocados, podem causar a morte]. Há muito poder nesse personagem e, por algum milagre da p%rr@, através das incríveis coisas que Jared fez, a fotografia e outras milhões de coisas que fizemos, acho que conseguimos alcançar algo importante. É aterrador pensar nisso.

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :