segunda-feira, 19 de outubro de 2015


Star Wars: O Despertar da Força é um dos filmes mais esperados do ano, mas nem todos estão querendo que o filme seja lançado.

O filme está sendo alvo de uma campanha de boicote nas redes sociais que, através da hashtag #BoycottStarWarsVII (#BoicoteStarWarsVII), que acusa o filme de promover “genocídio branco” ao apresentar como um dos protagonista ser um negro.

A conta no Twitter que iniciou a campanha, chamada de End Cultural Marxism (Fim do Marxismo Cultural), diz ainda que o novo Star Wars e seu diretor, J.J. Abrams, fazem “uma propaganda anti-brancos”. 

Em contrapartida, alguns fãs da saga saíram em defesa do novo filme, celebrando sua diversidade racial e acusando os tuítes de serem racistas. 

O criador do movimento, no entanto, parece ter ignorado o fato de que Star Wars já apresentou em filmes anteriores líderes negros, como James Earl Jones, que fez a voz de Darth Vader, Billy Dee Williams, o grande Lando Calrissian, Samuel L. Jackson como o cavaleiro Jedi Mace Windu e Hugh Anthony Quarshie, como Capitão Panaka.

 O trailer final de Star Wars: O Despertar da Força será lançado na noite de hoje a partir das 22h15.

Star Wars: O Despertar da Força chega aos cinemas no dia 17 de dezembro.e lançamento.

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :