quinta-feira, 3 de novembro de 2016



Como você se sentiria se eu lhe dissesse que a Warner começou seu universo DC no cinema de uma maneira diferente?

Como você se sentiria se eu lhe dissesse que todos nós fomos enganados por um paradoxo temporal e tudo o que vimos até agora, no universo cinematográfico DC, for fruto de uma realidade alternativa, e que ainda não vimos os verdadeiros super-heróis da DC caracterizados no cinema?

Ao longo da história do filme Batman v Superman, eu pude perceber vários indícios que confirmam esta minha teoria. 

Vejamos:

Flash altera
a realidade quando viaja no tempo 


Todo fã da DC sabe que toda vez que o Flash viaja no tempo, a realidade é modificada. Vimos isso nos quadrinhos, animações e na serie de TV. Por que isso seria diferente no cinema? Seguindo essa minha linha de raciocínio, acredito que a Warner não apresentou, ainda, o verdadeiro universo DC no cinema; tudo o que vimos até agora é fruto de uma distorção na realidade do universo DC causada por Barry Allen ao viajar no tempo para se comunicar com Bruce Wayne.

No longa animado, dirigido por Jay Oliva, o Flash volta no tempo para salvar a vida de sua mãe, e como consequência, termina alterando a linha temporal em que vive, modificando personagens e a realidade. Em Batman vs Superman, observe que Barry Allen também faz uma viagem no tempo, voltando ao passado, só que dessa vez para alertar Bruce Wayne.

Em uma cena no Planeta Diário é possível notar o nome “Jay Oliva” em uma placa de funcionário do jornal. Acredito que o easter-egg é um sinal de que o filme se passa em uma realidade alterada, assim como em Flashpoint, a animação dirigida por Jay Oliva.



No longa animado da DC, o Flash volta no tempo para salvar a vida de sua mãe, e como consequência, termina alterando a linha temporal em que vive, modificando personagens e a realidade. Em Batman vs Superman observe que Barry Allen também faz uma viagem no tempo, voltando ao passado, trazendo um alerta para Bruce Wayne.

Quando participou do Hall of Justice PodcastsOliva afirmou sobre Batman vs Superman, que o sonho de Bruce acerca do futuro apocalíptico, não era apenas um sonho. Segundo o diretor: “Na DC, quando você volta no tempo, você cria um tipo de expansão temporal, onde muitas coisas mudam…“.

E se o diretor Jay Oliva não estava se referindo apenas a animação que dirigiu - Flashpoint – mas ao próprio universo cinematográfico DC? E se ao vir do futuro o Flash criou uma    “expansão temporal” que gerou a realidade vista no filme Batman v Superman?

A preocupação das pessoas ao verem o filme, é entender o futuro de onde o Flash veio para avisar Bruce, mas não param para pensar sobre quais os efeitos de uma viagem temporal, feita pelo herói, causou no presente.

Segundo o  Flash Reverso, na animação Ponto de ignição, quando se quebra a barreira do tempo (como o Flash fez em BvS), há uma explosão temporal e ondas de distorção são emitidas alterando a realidade, não totalmente, mas de maneira fragmentada; uma mudança pequena, mas o suficiente para influenciar o tempo e a realidade e eventos acontecerem ligeiramente diferentes. Uma viagem no tempo realizada pelo Homem mais Rápido do Mundo, modifica não apenas o futuro, mas o passado e o presente, alterando a realidade; sendo assim, é muito provável que a realidade onde se passa o filme Batman e Superman, não seja universo DC “oficial”, mas sim, uma realidade já alterada pela quebra da barreira do tempo, conforme ensinou Zoom, causada pelo Flash, em decorrência de sua viagem temporal para alertar Bruce sobre o Superman.

Isso fica ainda mais claro quando analisamos um easter egg em particular, que observei durante o filme:

Em uma cena no Planeta Diário é possível ver o nome “Jay Oliva” em uma placa de funcionário do jornal, onde o diretor de Flashpoint é descrito como “escritor de esportes”, havendo até uma camisa esportiva pendurada  ao lado placa...

Ocorre que Jay Oliva é diretor, storyboarder (inclusive de BvS) e escritor, mas nunca trabalhou na área esportiva como indica o easter egg com seu nome no Planeta Diário... curioso, não?

Colocar o nome do diretor de Flashpoint em BvS como jornalista esportivo para mim não foi uma “brincadeira” mas teve um propósito: deixar uma pista  de que o filme Batman v Superman ocorre em uma realidade realidade alternativa, uma “expansão temporal” causada pelo Flash.

Como o Flash Reverso disse a Barry em Flashpoint, uma viagem no tempo realizada por um velocista altera a realidade, não totalmente, mas de maneira fragmentada; são mudanças pequenas, mas que são  suficientes  para influenciar o tempo e a realidade que se tornam ligeiramente diferentes, o que de fato ocorreu com diversos personagens do filme. Analisemos  alguns deles:
Jimmy Olsen


Nos quadrinhos sempre foi um personagem extremamente importante no universo das histórias do Superman; vemos isso no fato desse personagem ter tido até uma revista própria. Amigo de Clark e também do Superman, foi o único que teve o privilégio de receber, do Homem de Aço, um relógio sinalizador para acioná-lo quando estivesse em perigo. Humilde, trapalhão e de personalidade tímida, desde sua primeira aparição em 1941, Olsen sempre foi um fotógrafo nos quadrinhos, filmes e séries. Juntamente com Lois, ele é uma figura fundamental no universo de DC, pois é mais um elo que liga Homem de Aço a humanidade.

Estranhamente, em Batman v SupermanJimmy Olsen não é um fotógrafo, mas um agente da CIA que morre – assim como o Jimmy Olsen de Flashpoint – sem significar absolutamente nada para história ou para Superman. Nesse filme de Zack Snyder, “O melhor amigo do Superman“, sequer conhece o Homem de Aço (da mesma maneira que no universo alterado da animação Flashpoint) pois, o herói trata com total indiferença a morte do personagem, mesmo estando no mesmo lugar onde Jimmy foi assassinado, não fazendo posteriormente nenhum comentário com Lois sobre esse acontecimento, em momento algum do filme.

Como veem, há muita semelhança com o que foi feito com esse personagem em BvS e e no paradoxo temporal de Flashpoint

O Jimmy Olsen  do filme Batman v Superman é o contrário de tudo o que Jimmy Olsen é e representa há quase 80 anos para o Homem de Aço. Acredito que Snyder não iria colocar um personagem tão importante no cânone do Super-Homem para matá-lo em poucos minutos, sem propósito algum para história. Assim, o que fora feito com Jimmy Olsen em BvS, também  indica  que a história do longa se passa num universo alterado.

Batman


Observemos que na origem definitiva do Homem Morcego em Batman Ano UmBatman possui aversão a armas de fogo e desenvolve um código de ética que o diferenciaria definitivamente dos criminosos: ele não mata. Até a versão truculenta do Batman em Cavaleiro das Trevas de Frank Miller, não mata criminosos.

No paradoxo temporal da saga FlashpointThomas Wayne torna-se o Homem Morcego após a morte de seu filho Bruce.

Thomas é um Batman amargurado, extremamente violento e assassino. O perfil sádico do Batman apresentado no longa BvS, identifica-se mais com a versão de Thomas Wayne em Flashpoint , do que com a própria versão do Batman de Frank Miller, a qual Zack Snyder declarou que seria a fonte de inspiração para a sua adaptação do personagem no cinema. O Batman visto em BvS  é extremamente violento, cruel, e um assassino a sangue frio, assim como o Batman  Thomas Wayne.

Seria o Batman de Snyder um paradoxo temporal do verdadeiro Homem-Morcego?

Superman


Só há uma maneira de justificar  versão do Superman de Zack Snyder: ela é uma versão paralela do personagem, causada pelo evento temporal promovido pelo flash. Apenas isso salvaria essa versão.

Não há uma diferença entre o Superman de Zack Snyder e o Batman: não vemos o “Dia vs Noite”  porque ambos os personagens estão nas trevas. No filme o Superman  apresentado no filme BvS não  é um “representante da luz”; ele é a antítese do verdadeiro Superman, da mesma forma que o Superman de Flashpoint: um indivíduo desalmado, perturbado, inseguro, angustiado, confuso, pessimista, desorientado, entenebrecido, desprovido de carisma, ou simpatia, que em nenhum momento representa um exemplo ou símbolo de esperança para os seres-humanos. Ele é mais atormentado que o próprio Batman. Acredito que quando Snyder e Cavill declararam que esse personagem ainda será o verdadeiro Homem de Aço, queriam dizer que o evento temporal que alterou a realidade será corrigido, e aí veremos o verdadeiro Superman, que não é o que pertence a essa realidade mostrada no filme.

O Superman de Snyder não é o de Injustice como alguns diziam e o motivo diferencial é o seguinte: apenas após a morte de Lois o Superman de Injustice teve a sua personalidade alterada. Já em BvS, Lois sequer morreu e Kal-El estava transtornado psicologicamente. Essas minhas observações acerca de Superman, Batman e Jimmy Olsen , também são válidas Lex Luthor e o Apocalipse.

Indícios da presença de personagens de Watchmen no universo de Batman v Superman


O fato mais curioso e que mais me chamou  a atenção, foi a presença exagerada de referências a Watchmen, um filme de 2009 , que não tem ligação alguma com o universo DC que está se formando no cinema. Ou será que tem?

Não acredito que minha teoria seja uma “mera coincidência”, mas que a DC está harmonizando o seu universo cinematográfico com os quadrinhos. Isso já foi feito em outras ocasiões: observe que quando surgiu um novo Superman nos quadrinhos (N52), logo em seguida a Warner levou uma nova versão do herói para o cinema com Henry Cavill. Da mesma maneira, acredito que assim como foram reintroduzidos nas HQs os personagens de Watchmen, a DC fará o mesmo com eles no cinema e Batman v Superman já nos dá claros indícios disso. Observe que o DC Universe Rebirth foi idealizado, nos quadrinhos, pelo mesmo artista que agora é o responsável pelo universo DC no cinema: Geoff Johns. O que o impediria de levar elementos da HQ que é o mais novo fenômeno de crítica e vendas da editora, para o cinema e desfazer toda loucura feita por Snyder e sua equipe?

Veja que, na realidade possivelmente alterada de Batman v Superman, há sinais de que os personagens de Watchmen possam existir e que talvez até alguns já estejam atuando. Eles surgiram no universo cinematográfico DC graças a anomalia temporal causada pelo Flash ou a Warner realmente quer reaproveitá-los no cinema.

Logicamente o contexto social é outro, diferente de 1986, e os personagens serão adaptados à nova realidade.

No filme que inaugura a pluralidade de personagens DC – Batman v Superman – no cinema, há referências a Watchmen no começo, meio e fim.

No começo do filme


Há um outdoor pichado com a seguinte mensagem “O fim está próximo“. Essa mensagem escatológica, oriunda da bíblia sagrada (Epístola de São Pedro, capítulo 4, versículo 7), é a base da pregação feita por Walter Kovacs (Rorschach) em Watchmen. Mas, e se essa pichação não foi apenas uma “referência” a Rorschach? E se ela indica que Walter Kovacs está ativo nessa realidade do filme e que é ele próprio o autor da pichação no outdoor de Gotham City? Curiosamente também há uma referência a essa mesma frase na animação Flashpoint, na realidade já alterada pelo Flash. Seria mais um indicativo de que realmente o filme de Snyder se passa em um universo modificado?

Vale ressaltar que essa frase apareceu em Watchmen e depois em Flashpoint que se passam em duas realidades paralelas; ora, aparecendo essa mesma frase em Batman v Superman também não seria um claro sinal que o longa se passa em um universo alterado?

No meio do filme


Na cena que Batman carrega Superman no ombro, quando ele está inconsciente, percebe- se no lugar onde ocorre o duelo, uma mensagem pichada em uma coluna, em latim, que diz: “Quis custodiet ipsos custodes? “. Essa frase é do poeta Juvenal – satírico de Roma do século I e II – e significa “Quem vigia os vigilantes? “, sendo adaptada por Alan Moore como premissa máxima de Watchmen.

No final do filme


No Planeta Diário, a câmera trata com muita importância um “simples” quadro na parede com a capa de uma edição antiga do jornal, com a notícia da morte de John F. Kennedy em destaque. Qual a relevância essa notícia teria para o filme Batman v Superman  a ponto da câmara focar sobre o jornal emoldurado? Acredito que seja uma alusão ao Comediante pois, em Watchmen, foi ele quem matou o Presidente dos Estados Unidos. Isso é mais uma indicação de que  de que os personagens de Watchmen e Batman v Superman, coexistem, agora, numa mesma realidade.

Vemos que logo após ser mostrada a edição do Planeta Diário com a morte do Superman, é exibido o jornal com a morte de JFK, ambos com o mesmo tema: a morte de um “herói” americano. Como a notícia com a morte de John F. Kennedy é uma alusão ao Comediante, essas duas edições, muito parecidas, significam que na realidade onde o Superman morreu, o Comediante também matou JFK.


Acredito que essa expansão temporal que resultou na alteração de fragmentos da realidade será corrigida no filme da Liga da Justiça, de alguma maneira, pelo próprio Flash.

Cinco pontos a serem considerados ao levar em conta essa teoria

Primeiro: Todas essas referências podem ser apenas uma homenagem a Watchmen que, em 2016, completa 30 anos de sua publicação nos EUA, sendo também a adaptação dirigida por Zack Snyder, assim com BvS.


Segundo: A DC pretende realmente trazer novamente Watchmen para o cinema – como fez nos quadrinhos através de Before Watchmen e o DC Universe: Rebirth – e esses easter eggs apontam para isso, assim como o filme Eu Sou a Lenda, em 2007, continha um easter egg indicando que haveria um filme entre Batman e Superman, o que veio a se concretizar quase uma década depois. Coincidentemente o Collider noticiou em outubro de 2015 que Snyder se encontrou com os executivos da HBO para negociar uma adaptação de Watchmen como uma série para o canal, e isso, no mesmo período que ele estava gravando Batman v Superman. Curioso, não?

Será que os personagens surgirão no cinema e ganharão uma série, logo em seguida? Ou será que Snyder, ao colocar os easter eggs em Batman v Superman, estava apenas indicando que iria trabalhar com os personagens novamente?

Depois do sucesso do DC Universe: Rebirth nos quadrinhos e a grande aceitação da idéia da introdução de Watchmen no universo DC Comics, essa teoria se torna ainda mais provável...

Terceiro: diretor além de fazer com que surgissem os personagens de Watchmen no mesmo universo de Batman v Superman. A Warner tem mantido isso como “ás na manga“, guardado “às sete chaves“, para revelar apenas no momento certo no cinema.
´
Quarto: Foi anunciado recentemente que o Flashpoint ocorrerá na série do Flash enquanto a DC dá sinais de um evento temporal no seu universo cinematográfico. As séries serão consideradas uma outra Terra ou realidade do universo DC, em relação ao universo do cinema? Note que o uniforme do Kid Flash da temporada que abordará o Flashpoint, possui o uniforme do DC Universe:  Rebirth.  Vemos então, que na série já temos elementos de duas sagas temporais da DC, fundidas.

Será uma tendência da DC e no cinema também teremos um evento temporal que uma fusão de elementos de InjusticeFlashpoint DC Universe: Rebirth?

Quinto: Esta teoria se torna mais crível quando lembrados que quando surgiu um novo Homem de Aço nos quadrinhos (Novos 52) surgiu também, logo em seguida, uma nova versão do herói no cinema. Vimos isso também em Injustice que, foi adaptado para os quadrinhos e levado elementos dessa história para o cinema em Batman v Superman.

Isso talvez indique a tendência da DC em harmonizar o que ocorre nos quadrinhos e filmes, lógico, na medida do possível.

Então, acredito que elementos de Flashpoint e o DC Universe: Rebirth, serão adaptados para compor o universo cinematográfico DC, assim como foram adaptados elementos do Superman N52 Injustice.

Diante de tudo o que já foi dito, uma coisa fica bem clara: DC tem a oportunidade de desfazer tudo o que foi feito de errado em Batman v Superman, alegando que se tratava de realidade paralela, relevando isso em Liga da Justiça.

Sem dúvida a minha teoria é um tanto complexa e até mesmo Revolucionária para ser abordada em filmes do gênero super-hérois. Será que a Warner terá coragem para isso?

Somente o tempo desvendará este mistério.

Se nos quadrinhos, na animação e na serie, quando o Barry viaja no tempo ele altera a realidade, será que vão ignorar isso no cinema? Acho impossível. Acredito que essa expansão temporal que resultou na alteração de fragmentos da realidade será corrigida no filme da Liga da Justiça, de alguma maneira, pelo próprio Flash.


Autor: Jamy Milano.

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :