terça-feira, 20 de dezembro de 2016



Todos sabem que, em Outubro, a Mulher Maravilha foi escolhida como simbolo da mulher forte e independente e representante da diversidade pela ONU, que a escolheu como embaixadora da entidade, com as presenças das duas atrizes que já a interpretaram na TV e no cinema, Linda Carter e Gal Gadot, respectivamente, além da presidente da DC EntertainmentDiane Nelson.


Mas nem tudo foram flores... Já no evento, funcionários da ONU protestaram contra a escolha da personagem, enquanto nas redes sociais, uma petição de 45 mil pessoas pediram que a ONU voltasse atrás na decisão, alegando que "embora os criadores possam ter pretendido criar uma mulher guerreira e independente, a realidade é que a personagem é uma mulher branca, de proporções impossíveis num maiô"...


Leia mais no excepcional artigo: 

Mas em entrevista a revista Time a atriz Gal Gadot, que interpreta a Mulher-Maravilha no universo cinematográfico da DC, nao deixou barato e finalmente comentou sobre a polêmica em torno da heroína ser apontada como embaixadora da ONU e depois deposta da posição graças a protestos quanto a “sexualização” da personagem.

 “Há tantas coisas horríveis acontecendo nesse mundo, e o que vocês querem protestar é isso? Quando as pessoas dizem que a Mulher-Maravilha precisa ‘se cobrir’, eu não entendo. Eles estão dizendo que ela é esperta e forte, então ela não pode ser sexy. Por que não?”, disse a atriz detonando os movimentos feministas que fizeram a reinvidicacao da exclusão da Mulher Maravilha como embaixadora da ONU.
Nós do Action e Comics estamos aplaudindo de pé as palavras de Gal Gadot!


Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :