quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

L.M.D. é a sigla para Life Model Decoy
Quem acompanha a série sabe que ontem (06/12) foi último episódio de Agentes da SHIELD do ano. A série só retorna em 10 de janeiro de 2017. O detalhe é que este episódio final da primeira parte da quarta temporada, tanto serviu para fechar o arco do Ghost Rider, nos entregar o Spin Off da “Yo Yo”, mas também nos entregou uma possível REVOLUÇÃO de MVAs, para o retorno da série em janeiro.


Desde do inicio desta 4ª temporada temos AIDA (Mallory Jansen), o primeiro exemplar da tecnologia de LMD (Life Model Decoy), ou Modelos de Vida Artificial (MVA), como são conhecidos na tradução dos quadrinhos no Brasil. Até este ponto a série havia se mostrado um pouco tímida na hora de desenvolver a personagem, deixando-a presa a pequenos pontos de comédia e tensão envolvendo Fitz, Simmons e Radcliff. Agora um mundo de possibilidades foi aberto e o potencial para algo novo e surpreendente cresceu exponencialmente.


Quem assistiu (atento!) ao episódio, percebeu que MVAs já estão substituindo pessoas. A Agente May foi a primeira a ser substituída, enquanto AIDA cuida do seu verdadeiro corpo numa câmara de estase. E certamente, isso é só o começo.

CURIOSIDADE:
AIDA (Artificial Intelligence Data Analyser), surgiu em1985, na HQ do Esquadrão Supremo. AIDA era uma ajudante programada, que auxiliava Tom Polegar, integrante do Esquadrão, a pesquisar soluções para doenças incuráveis. Nos quadrinhos, Tom desenvolve por AIDA um afeto maior do que a relação de criador e criatura, e o mesmo parece que vai acontecer na série de TV com Radcliffe.


Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :