sexta-feira, 6 de janeiro de 2017


O ano é 2017. Serviços de streaming prosperam no mundo moderno trazendo conteúdo dos quatro cantos do mundo direto aos nossos dispositivos conectados. Além de Netflix e Amazon Prime, temos os Plays e GOs da vida atrelados às nossas caras assinaturas de TV, que por sua vez são atreladas a serviços de Internet e telefonia fixa (da qual não mais usamos), consistindo na melhor oferta de venda casada que o mercado de teles brasileiro pode oferecer.
Compramos tudo isso e, em pleno 2017, não é possível assistir ao primeiro episódio da 4ª temporada Sherlock.
Pelo menos não “legitimamente”.
O feito não é impossível. Inúmeros canais como HBO, FOX, Sony, AXN, FX e outros já provaram ser possível trazer conteúdo day & date para cá. Afinal, vivemos em um mundo quase 100% conectado.
Mas nesse 1º de janeiro, quem quiser assistir ao retorno do detetive interpretado por Benedict Cumberbatch e seu fiel escudeiro vivido por Marin Freeman terá que baixar. Tirando o episódio especial (o excelente The Abominable Bride), não vemos uma temporada de Sherlock há 2 anos inteiros.
Oficialmente no Brasil existem alguns canais e serviços que veiculam Sherlock, sendo Netflix um deles. Mas até o momento ninguém divulgou a exibição do episódio que amanhã estará na boca do povo no mundo todo.
Mesmo pagando uma tonelada de dinheiro para serviços cuja única função é nos trazer conteúdo, o ano é 2017 e a gente, infelizmente, ainda precisa baixar séries.
fonte: artigo do ligados em série

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :