terça-feira, 24 de janeiro de 2017


Caramba! Chegamos ao 10º post de nossa série, sem cancelamento! Acredito então que esteja dando ibope!!!
E hoje vamos considerar mais duas séries que não conseguiram romper a barreira da primeira temporada. E estas pertencem ao gênero que mais sofre com cancelamentos: a ficção científica!

A primeira é uma série de 1999, spin-off de uma série que eu amava “Babylon 5”, estamos falando de: 
CRUSADE, que teve 13 episódios exibidos. A ação do filme transcorre no ano de 2267, logo após os acontecimentos do longa “A Call to Arms”, neste telefilme a terra é contaminada por um vírus mortal criado pelos alienígenas Drakhs (aliados dos Shadows). Este vírus dizimará a vida na Terra em 5 anos. Assim o Capitão Matthew Gideon e sua tripulação na nave Excalibur, recebem a missão de encontrar a cura em algum lugar do universo. Qual era o maior problema da série? A TNT! A série Babylon 5 foi produzida pela Warner e seu spin-off foi produzida pela co-irmã da Warner a TNT. Acontece que os executivos da filial que produzia a série, acharam que o roteirista fazia a série perder tempo com “conversa fiada”. Ora quem assistiu a Babylon 5 sabe que o roteirista montou a história aos poucos, com tramas e subtramas que se encaixavam a certa altura. Os executivos queriam batalhas e passaram a assistir as filmagens e logicamente dando “pitacos”. Resultado: a série perdeu audiência. E me dói, fã que sou de Babylon 5, dizer que a série era muito inferior a que lhe deu origem. A Warner não soube valorizar o que tinha em mãos, o que acabou com uma franquia ainda em seu nascimento. Uma pena!
A outra série é:
SURFACE (2005), esta série originalmente se chamaria “Fathom” – a série aborda o aparecimento de estranhas e gigantescas criaturas das profundezas dos oceanos. Ou seja, é uma série ecológica, o aquecimento do planeta altera a temperatura das águas trazendo a tona uma nova espécie (aparentemente). A personagem principal a Dra Laura Daughtery descobre a existência destas tais criaturas, e lógico que o governo quer esconder este fato da população. Enquanto isto, estas criaturas começam a causar danos aos pescadores, inclusive sumindo com um deles o que faz com que seu irmão se junte ao elenco principal. Os efeitos especiais da série deixam um pouco a desejar, parecem àqueles utilizados em Hércules e Xena. Mas o difícil de engolir mesmo é que um dos personagens chave da série encontra um ovo na praia e leva para sua casa. O ovo é de uma das espécies marinhas que tem atacado os barcos e a população costeira. A criatura é tratada e se porta como um animal domestico, e em alguns momentos parece entender o que o guri fala com ele. 
Será que esta criatura bebê entende de fato o garoto? Será que ela tem algum papel especial na chegada das demais criaturas? O que querem e de onde vêm as criaturas? 
Isto nós jamais saberemos por que a série “contraiu óbito” logo na primeira temporada! E para dizer a verdade embora eu tenha assistido a todos os episódios, a série era muito fraca....

Leia também:

Texto: Paulo Cirino
CONVITE!
Se você aprecia este tipo de postagem, lhe convido a se juntar ao nosso GRUPO no facebook que é dedicado a compartilhar curiosidades e imagens do passado antigo ou mesmo mais recente, desde que sejam curiosas e que nos tragam boas memórias.
 JUNTE-SE A NÓS: MEMÓRIA NERD 

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :