segunda-feira, 23 de janeiro de 2017


Chegamos a parte 9, e hoje vamos abordar o recentemente promovido “deus do cinema e da TV”: O senhor J. J. Abrahams. Não sei se vocês sabem, mas J J além de produzir suas séries e filmes, também empresta (não deve ser de graça) seu nome (agora uma Marca) para promover outras series produzidas pela “Bad Robot” sua empresa. 
Por esta razão vamos considerar aqui três séries: uma produzida e criada pelo próprio J J Abrahams em 2010; a segunda só produzida por sua empresa (embora a propaganda falasse mais do que isto) e criada por outros em 2011 e a terceira assim como a segunda, criada em 2014 por Alfonso Cuarón (diretor e amigo de J J ) e Mark Friedman.
UNDERCOVERS – 2010 – criação J J Abrahams – ninguém me tira da cabeça que J J queria criar uma versão “Black” de o “Casal 20” ou para ser mais moderno de “Sr. e Sra. Smith” ao criar esta série que acompanha a vida de dois agentes da CIA que se apaixonam e decidem se aposentar e começar uma família. Agora eles são donos de uma pequena empresa em Los Angeles, e já se passaram 5 anos que saíram da “companhia”. Acontece que um agente amigo do casal desaparece em uma missão, e claro como não devem existir outros agentes na ativa, eles são recrutados novamente para encontrar o agente desaparecido. Falando sério, existe uma razão para que os dois sejam chamados, mas eu não me lembro. Além disto, não gostei da série por ser muito clichê. Óbvio que o casal após terminarem a missão constataram que aquele tipo de vida fazia falta (no inicio do episódio percebia-se um certo tédio na vida dos dois), e resolvem permanecer na ativa mantendo o disfarce de empresários. A série deveria ter 13 episódios para a primeira, porém apenas 9 foram realizados e exibidos devido a baixa audiência, um fiasco já que a aposta do canal era tão grande que gastaram 10 milhões de dólares no episódio piloto! É parece que o Sr. J J Abrahams também tem seus fracassos.....

ALCATRAZ – 2011 – criação Elizabeth Sarnoff, Steven Lillien e Bryan Wynbrandt. Produção: Bad Robot (J J Abrahams) – tai uma série que eu tinha grande expectativas, pois vejam só: era de J J Abrahams (eu já tinha assistido Alias e Lost e tinha adorado), tinha o “sr. Sinistro” Sam Neil no elenco, abordaria viagem no tempo, não tinha como ser ruim!). Mas apesar de tudo isto, ela falhou. A história aborda os acontecimentos na ilha de Alcatraz antiga penitenciária de segurança máxima. A série começava com a seguinte declaração: 
Em 21 de março de 1963, Alcatraz foi oficialmente fechada. Todos os prisioneiros foram transferidos da ilha. Exceto que não foi isso que aconteceu. De forma alguma.”
O que aconteceu de fato é que nesta data 300 prisioneiros e 40 guardas desapareceram sem deixar vestígios. Para acobertar o ocorrido o governo anunciou que a prisão seria fechada e que os prisioneiros haviam sido transferidos para outras penitenciárias. Um dos guardas que estava lá neste dia (e que era bem jovem. E precisava ser para protagonizar a série) foi o primeiro a constatar o desaparecimento e agora é o chefe de uma organização criada para descobrir o que aconteceu. Mas tem de ter a série, não é mesmo? Ai acontece algo fantástico, os prisioneiros e guardas começam a voltar e sem mostrar sinais de envelhecimento. Porém voltam cometendo crimes. São então chamados para compor a equipe: a policial/detetive Rebecca Madsen e o especialista na história de Alcatraz Dr Diego Soto. O começo até promete, mas a série cai na armadilha de “criminoso da semana”. Para piorar é uma série da FOX, que vale a pena lembrar não faz nada para ajudar as séries com baixa audiência. Não divulga, não testa novo horário, nada. Simplesmente cancela, e foi o que aconteceu. By, By, Alcatraz........

BELIEVE – 2014 – mais uma série com uma criança com poderes especiais e que tem de fugir das autoridades que como sempre querem usar seus poderes para o mal. Um cientista que era responsável de cuidar e controlar pessoas com “habilidades especiais” resolve ajudar a menina a fugir (ela tem algo muito importante para fazer, e que afeta a humanidade. Claro!). Então o cientista e um grupo coloca a menina sobre a proteção de um prisioneiro que esta no “corredor da morte” (eles o ajudam a sair). A série não me marcou o suficiente por isto não me lembro bem, mas parece que o tal prisioneiro era pai da menina, embora não soubesse disto. Obviamente ele não acredita que a criança tenha habilidades, e a principio faz a coisa de má vontade, mas depois começa a se ligar na menina e desconfiar que ela realmente é especial e tem uma missão divina a realizar. A série só resistiu a 12 episódios, e lógico não tem final. Mas diante do que vi, não acho uma perda muito grande.......

Lei também:

Texto: Paulo Cirino
CONVITE!
Se você aprecia este tipo de postagem, lhe convido a se juntar ao nosso GRUPO no facebook que é dedicado a compartilhar curiosidades e imagens do passado antigo ou mesmo mais recente, desde que sejam curiosas e que nos tragam boas memórias.
 JUNTE-SE A NÓS: MEMÓRIA NERD 

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :