quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017



  Hoje em dia os Crossovers são comuns, principalmente no cinema, mas nos Quadrinhos, isto já acontece a bastante tempo. Personagens como Sherlock Holmes, Drácula e Spock, já se encontraram com vários personagens tanto da Marvel, quanto da DC por diversas vezes.

Em 1968, dois dos maiores gênios dos Quadrinhos de todos os tempos, Stan Lee e John Bucema, produziram um encontro pra lá de inusitado.

O Surfista Prateado, uma das almas mais nobres da cultura pop, vive uma aventura baseada em um dos maiores clássicos da literatura.

Em "O Herdeiro de Frankenstein", o descendente direto de "Victor Frankenstein", está obcecado em continuar o trabalho de seu antepassado, mas por mais que faça inúmeras tentativas de dar vida a um corpo inerte e moribundo, acaba sempre falhando miseravelmente.

 Certa vez, após mais um fracasso, ele é alertado por seu ajudante corcunda chamado "Borgo", que os aldeões que outrora caçaram o antigo "Monstro", estão de volta para lincha-lo até a morte. 



Enquanto isso, perdido em seus pensamentos o Surfista Prateado percorre o planeta e avista acidentalmente o grupo de aldeões, prestes a colocar fogo no castelo.


 Ciente de que aqueles que não mostram clemencia, não são dignos de piedade, o Surfista afugenta os aldeões e salva Borgo e seu Mestre da morte certa. Impressionado com os poderes do Surfista, o Dr. Frankenstein mente e convence nosso Herói a ajuda-lo em uma nova experiência, com o intuito de desenvolver um novo remédio, para salvar os combalidos aldeões.


 Sem suspeitar de nada, o Surfista é colocado em um "Bioduplicador", que transforma um monte de argila, em um "Homem Sintético", feito a sua imagem e semelhança.



 Perplexo por ter sido traído mais uma vez, por aqueles que tenta proteger, o Surfista é pego de surpresa pela "cópia" e cai inconsciente.  Com nosso Herói desacordado, a replica parte rumo a vila dos aldeões, para deixar claro que eles tem um novo mestre. Quando acorda, Norrin Radd, parte em seu encalço, mas chega tarde demais, pois todos já aceitaram a condição de submissão.

 Ao notar que uma mulher estava prestes a ser desintegrada pelo falso "Surfista", nosso Herói se coloca na frente da vitima, recebendo todo impacto da rajada de energia. Quando fala para a mulher fugir e procurar abrigo, o Surfista se surpreende quando a jovem diz que não o abandonará e ficará para ajuda-lo de alguma forma. 


 Constatando que a nobreza de espírito ainda existe no coração humano, o Surfista começa a absorver toda a energia que foi tirada dele, para a criação da contraparte maligna, então, o que era nada, voltou a ser nada novamente. 


Voltando para o espaço, o Surfista lamenta com tristeza sua perda, pois ele poderia ter sido um companheiro para sua solidão, um amigo para compartilhar suas angustias. "Como é incoerente o destino, fui forçado a destruir alguém igual a mim...Para salvar aqueles, que de mim, são tão diferentes!"


Até a próxima!




Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :