sexta-feira, 14 de abril de 2017

13 Reasons Why foi escrito por Jay Asher, publicado em 2007. O livro alcançou o 1º lugar no New York Times bestseller em julho de 2011. Adaptada pela Netflix, contendo 13 episódios em sua primeira temporada e o especial 13 Reasons Why: Beyond the Reasons, lançados em 31 de março.
Parte desse sucesso vem, pelo envolvimento de Selena Gomez no projeto. Selena Gomez estava prevista para protagonizar a trama e a ideia original era um filme. Depois de alguns problemas pessoais, no entanto, a cantora/atriz preferiu se afastar um pouco dos holofotes, assumindo, então, a produção do seriado. Além de afirmar que não aceitou interpretar Hannah, a protagonista da série, por causa do fanatismo que se cria com histórias que vêm dos livros. A escolha dela em fazer parte do projeto é porque a história é relacionada ao bullying, que ela e sua mãe sofreram e que até hoje milhares de crianças, adolescentes e adultos sofrem.

A adaptação para série não ficou nas mãos de um profissional qualquer. Ninguém menos do que Brian Yorkey, ganhador de um Pulitzer, é que ficou com essa responsabilidade.

Suicidio - Foi com certeza a 1ª vez em que a vimos em tão larga escala. As redes sociais foram dominadas e com certeza penetrou nas casas de muita gente. Mais do que falar sobre suicídio, a obra toca em questões como bullying e o impacto que o comportamento de uns, incluindo atitudes aparentemente banais, tem na vida dos outros

Segundo Asher, no livro, a personagem deveria ter sobrevivido. Após tentar se suicidar com pílulas, ela seria encontrada pelos pais e levada ao hospital. Porém, em respeito à seriedade em relação ao assunto, Jay Asher resolveu que seria melhor não contornar a narrativa.

“Por seriedade com o assunto, percebemos que não podíamos fazer dessa forma. Em algum momento eu percebi que a mensagem da história seria mais forte e que faria dela definitivamente mais do que somente um conto de precaução. Eu senti que era o caminho a percorrer.”

“Eu gostava da ideia de ‘nós aprendemos algo com isso e aqui está uma segunda chance’. Mas sabemos também que seria difícil ter que lidar com os jovens quando Hannah voltasse para a escola. Não é como se tudo estivesse bem agora. Na verdade, poderia ser ainda mais tenso para ela. Pelo menos haveria Clay, que seria sincero sobre estar lá por ela.”


* Minha opinião sobre o sucesso da série:
- Com certeza ela não estaria na minha lista de  "prioridades" para ver ou maratonar. Foi a febre nas redes que fez com que eu dedicasse tempo a assistir. Ao meu ver ter Selena Gomez, Netflix, adolescentes e um tema até então sempre tratado como proibido ou até mesmo vagamente explorado foram a fórmula ideal e justificativa do sucesso. Não importa a sua idade, "ambiente escolar e seus problemas e fases", chamam a todos, pois ou você vive esse momento ou vivenciou fortemente e recorda deles até hoje, em sua vida já adulta.

- A sensação de proximidade, vivência junto a Hannah. Claro  que achei um excesso de situações que essa garota passa (Sabe o lance do poder do protagonista? Sim, ela tem, mas ao contrário, tudo, exatamente tudo de ruim do universo essa garota passa, logo... não tem como você não se identificar com ela em algum aspecto).

- A ausência de seriados/temas que fujam do Universo romance / superheróis / horror / terror ou até mesmo policial/médico/drama, atingiu um público de certa forma "adormecido"
(claro podem haver outros mais não com a fórmula citada acima, pessoas de renomes / famosas / tema até então inexplorado / drama e trama adolescente)

- Narrativa da trama: no meu ponto de vista, que foi negativo, arrastado, para alguns, o fato de se prolongarem por quase uma hora de episodio, para tentar desvendar cada "porque", fez com que a sensação de curiosidade e angustia, devorassem o expectador ver mais e mais cada capitulo (eu queria dar na cara do Clay e seu drama/sentimentos, caracas escuta isso logo!)

- Vale a pena assistir a série? Vale. Mas em nenhum momento comparo por exemplo aos sucessos de Sense8 ou Stranger Things, que atingiram o mesmo patamar de "explosão de sucesso, febre mundial". Seria uma série para ver, quando ociosa ou nada mais interessante para fazer. 

- Apesar de muitos pontos levantados que a série pode ser um perigo, ser um gatilho para pessoas emocionalmente abaladas, podendo influenciar atos copiadores, existe o outro lado, segundo a ONG Centro de Valorização da Vida, as ligações de pessoas pedindo ajuda com questões suicidas aumentaram 100% após lançamento da série.

- A não conclusão da série. Ficou no ar e especulações sobre uma continuação. A adaptação deixou essa sensação e muitos fios soltos. Inclusive uma forte teoria foi lançada, de que um dos "Porques" será uma espécie de justiceiro / serial killer / vingador de Hannah, que irá executar cada um e se suicidar, pois ele também foi citado nas fitas de Hannah.

RESUMO BREVE DOS 13 PORQUES (SPOILER ALERT)
13 Reasons Why é conarrada por Clay Jensen, um rapaz que ao regressar um dia da escola, encontra na porta de sua casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker, uma garota que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem 13 motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

1. Justin Foley, o 1º menino que Hannah tinha beijado, divulga e exagera o evento, dizendo que eles tinham ido mais longe do que realmente tinha. Isso dá a Hannah uma reputação negativa em sua nova escola, iniciando sua depressão e fazendo-a futuramente, sucumbir.

2. Alex Standall, o menino que a deixa mal, apelidando-a como a "melhor bunda na turma de calouros", na sua lista de Quem está bem & Quem não está. Essa ação perpetua a reputação de promiscuidade, e faz com que ela se torne um objeto de assédio sexual para muitos outros estudantes.

3. Jessica Davis, uma das primeiras conhecidas de Hannah em sua nova cidade. Ela tinha ciúmes de Hannah porque esta tinha sido colocado na lista quente e Jessica não. Ela assumiu os rumores de que Justin estava perpetuando fossem verdade, e abandona Hannah como amiga, acusando-a de traição.

4. Tyler Down, um colega que estava espreitando na janela do quarto de Hannah durante à noite e tirando fotos dela. Hannah e uma outra menina (Courtney Crimsen) tentam pegá-lo no ato, mas não veem seu rosto, e ficaram sem saber quem era. Hannah depois descobre sua identidade. As ações de Tyler fazem Hannah se sentir insegura em um de seus últimos santuários: sua própria casa.

5. Courtney Crimsen, supostamente uma garota legal, que é na verdade uma manipuladora que usa as pessoas para a popularidade. Hannah pensou que elas haviam se tornado amigas depois de brincar de tentar pegar Tyler (Tom Peeping), mas Hannah descobre que Courtney, também, tem perpetuado boatos sobre ela.

6. Marcus Cooley, um palhaço da turma que, brincando, chamou Hannah para sair no Dia dos Namorados. Percebendo que Hannah pode ter pensado que era sério, Marcus foi até a lanchonete onde eles concordaram em se reunir. Quando ele a encontra lá, ele tenta tocá-la de uma forma sexual, acreditando nos rumores sobre ela.

7. Zach Dempsey, um outro colega que testemunha o confronto entre Marcus e Hannah. Ele oferece assistência depois que Marcus vai embora, mas é rejeitado por Hannah. Possivelmente, por despeito, mais tarde ele rouba suas "cartas elogio" em uma classe, quando Hannah estava em grave necessidade de reforço positivo.

8. Ryan Shaver,
o editor do jornal da escola, que fez amizade com Hannah, e tem um interesse comum em poesia. Mais tarde, Ryan roubou um dos poemas de Hannah e publicou no jornal, e seu poema privado foi dissecada e ridicularizado por todo o corpo discente. Depois de Tyler ter feito-a se sentir insegura em sua casa, Hannah sentiu como se Ryan havia arruinado sua mente, seu último santuário, colocando seus pensamentos privados ao ridículo.

9. Justin Foley (de novo) Após Justin deixar Jessica Davis bêbada no quarto da própria em uma festa, o loiro permite que Bryce Walker (capitão do time de futebol da escola e terceiranista) entre na sala e a estupre. Desconhecida por todos, Hannah estava escondida no armário, e não conseguiu ajudar Jessica.

10. Sheri Kurtz, uma líder de torcida que a convenceu Hannah a aceitar a proposta de Marcus para sair. Ela estava dando uma carona para casa de Hannah da festa onde Jessica foi violentada, quando ela bateu o carro e derrubou um sinal de "pare". Jenny recusou-se a relatá-lo quando Hannah lhe sugeriu e, depois de Hannah a pressionou mais no assunto, Jenny chutou Hannah para fora do carro. Mais tarde naquela noite, um idoso foi ferido e um estudante de sua escola foi morto em um acidente causado pela falta do sinal. (No livro, o nome da personagem é Jenny Kurtz, mas na série, ela se chama Sheri Holland).

11. Clay Jensen (co-narrador),
com quem Hannah estava conectada e se apaixonou. Uma vez haviam beijado-se em uma festa, e Hannah anseia por mais. No entanto, neste momento de sua vida, ela estava tendo dificuldades para se conectar com qualquer pessoa em um nível mais emocional. Clay não era para estar na lista, mas ela mandou as fitas porque lamentou nunca ter tido a oportunidade de conhecê-lo melhor. Além disso, ela sente que lhe deve uma explicação por seu comportamento. Clay acaba por se sentir culpado por não ter tentado entender Hannah, de quem ele gostava (No livro, Clay é o 9° Porquê, e não o 11°.)

12. Bryce Walker, dessa vez Bryce estupra Hannah durante uma festa em sua casa, deixando-a totalmente desestabilizada.

13. Sr. Porter,
o conselheiro da escola quem Hannah deu a entender sobre seus planos para cometer suicídio. O Sr. Porter lhe permitiu deixar o seu escritório chateada, depois da conversa (que Hannah gravou). Enquanto ela queria que ele convencesse-a a não se matar, ele sugeriu simplesmente que ela seguisse com sua vida. Além disso, ele não conseguiu agendar uma discussão de seguimento adequada. Seus conselhos pobres e orientação ruim foram a gota d'água para Hannah.

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :