domingo, 9 de abril de 2017


Nos anos 50, o Homem de Aço já era mundialmente conhecido, por isso, era muito natural que com a popularização da Televisão, o Último filho de Krypton ganhasse sua própria serie de TV.

Mas na época, interpretar um personagem de Quadrinhos, vestindo uma malha circense, não era visto como algo respeitável para atores de Cinema e Teatro, por conta disto, uma abordagem mais cômica do personagem seria mais fácil e natural para que ninguém levasse aquilo muito a serio.

Mas para George Keefer Brewer, que se formou na Playhouse Famed de Pasadena, Califórnia e tinha atuado no clássico "E o vento levou", fácil nunca foi desafiador e uma abordagem seria, cativante e carismática eram necessárias para dar credibilidade ao personagem amado por tantos fãs.

Em 23 de novembro de 1951, produzida pela poderosa marca de cereais Kelloggs, "As Aventuras do Superman" estreava na TV americana, se tornando um sucesso absoluto, graças a George Reeves que com seu carisma e talento, fazia com que cada criança americana, ficasse grudada na frente da TV com toalhas presas ao pescoço, fazendo a clássica pose do personagem com as mãos na cintura.

A serie teve 5 temporadas e para uma geração inteira, George foi o verdadeiro Superman.

Um dos primeiros atores a se conscientizar da responsabilidade de interpretar um personagem desta magnitude, Reeves começou a ter uma conduta impecável diante dos fãs, aparecer bebendo ou fumando em publico era inconcebível para o ator que sabia da influência que tinha sobre as crianças. Além disso, Reeves era visto constantemente visitando hospitais infantis, completamente vestido de Superman.



Dispensando o uso de dublês, o hábil Guitarrista fazia questão de fazer suas próprias cenas, principalmente as famosas entradas e aterrissagens do Homem de Aço, onde Reeves se balançava em uma barra fixa e se arremessava para dentro do estúdio, um dos pontos altos para a criançada.

Quando morreu misteriosamente em 16 de junho de 1969 ( apesar da policia chegar a conclusão que George cometera suicídio, contusões mostravam que ele tinha se envolvido em uma luta corporal e um caso com a mulher do chefão da Metro, aumentavam ainda mais as especulações), 99% dos jornais da época estampavam na primeira pagina "A Morte do Superman", tamanha era a associação do personagem com Reeves.  Um grande golpe sentido por todos os fãs, adultos e crianças. 




Importantíssimo para a mitologia do herói, George Reeves contribuiu de forma sólida e  efetiva para a popularização do personagem, sendo amado e cultuado em todo mundo, por uma legião de fãs do herói.



Com a morte de Reeves a popularidade do Último filho de Krypton, cairia vertiginosamente, mas como uma fênix, a lenda ressurgiria no final da década de 70, mais poderosa do que antes...
Mas isso, é outra historia...

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :