quarta-feira, 19 de abril de 2017


Com o grande sucesso da Minissérie "Superman as quatro Estações", de Jeph Loeb e Tim Sale (Que conta em escala épica, os primeiros passos do Jovem que um dia iria se tornar o maior herói do planeta) a Warner, que estava tendo problemas para começar a pré-produção de "Bruce Wayne: The Quest" (série que iria mostrar a busca de conhecimento e treinamento do jovem Wayne, para se tornar o Cavaleiro das Trevas) pois, já haviam começado as primeiras conversas para um novo filme do "Batman" no cinema e alguns produtores não queriam duas interpretações do personagem ao mesmo tempo.

Com a segurança de ter obtido sucesso com todas as series de TV do "Homem de Aço", a Warner decidiu mudar de personagem, mas não a premissa. 

Foi então que em 16 de outubro de 2001 foi ao ar o primeiro episódio de "Smallville". 

A série que contava a juventude do Superman foi sucesso absoluto, registrando 8,4 milhões de espectadores, agradando a exigente legião de fãs e conquistando uma nova, que até então, nem conheciam a historia do "Homem do Amanhã". 

Todo este sucesso foi por conta do protagonista, Thomas John Patrick Welling, que nasceu em 26 de Abril de 1977 e aos 24 anos se tornou o melhor "Clark Kent" e o segundo melhor "Superman" de todos os tempos.

Com uma interpretação segura, mas conseguindo aflorar todas as dúvidas da adolescência, Welling conseguiu transmitir uma bondade nos olhos impressionante, sendo humilde, mas ao mesmo tempo forte e corajoso, características imprescindíveis para o Homem de Aço.


Seu amadurecimento como personagem ao longo das sete primeiras temporadas é gradativo e "verossímil" e um marco para a mitologia do Herói. 

Infelizmente depois da sétima temporada, a serie se perdeu. Com a saída da dupla criativa Alfred Gough e Miles Millar na oitava temporada o caldo entornou de vez, o que culminou no frustrante último episódio. 

A Warner em mais uma de suas escolhas erradas, sequer fez um uniforme para o ator, que usou apenas a parte de cima da roupa e não apareceu vestido completamente, talvez a maior mancada do Estúdio de todos os tempos.


Felizmente, isso não apaga o excelente trabalho de Tom Welling, que sem a capa e as botas vermelhas, foi mais "Superman", que quase todos os interpretes do herói, perdendo apenas para o Superman em pessoa, Christopher Reeve. 

Uma vez eu acreditei que o Homem podia voar, alguns anos depois, Clark me ensinou que sempre devemos ver o lado bom das pessoas e que todos merecem uma segunda chance. 

Eu decidi acreditar nele também.

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :