segunda-feira, 3 de abril de 2017



"As pessoas sempre me perguntam: Bruce, você é mesmo bom?

E eu respondo: 

Bem...Se eu disser que sou, você vai dizer que estou me gabando.

Mas, se eu disser que não sou, você saberá que estou mentindo.

Mas deixe-me ser honesto com você... 

Não tenho medo de um oponente diante de mim. Sou seguro de mim mesmo. Oponentes não me incomodam. E, se eu tiver que lutar, se tiver que agir, eu estarei decidido.
É isso ai, cara. É melhor me matar antes."

Nunca existiu alguém como Bruce Lee, a lenda nasceu no ano e na hora do dragão chinês, em 27 de novembro de 1940, em São Francisco, Califórnia, durante uma passagem da Ópera Chinesa da qual seus pais eram integrantes.

Seu nome de nascimento é LEE JUN-FAN, o nome "Bruce" foi dado pela médica do hospital, a Dra Mary Glover.

Desde bem pequeno praticava Tai Chi e kung fu com seu Pai, na perigosa Hong Kong dos anos 50.

Mas aos treze anos conheceu o homem que mudaria sua vida completamente, o grande "mestre" YIP MAN, que lhe treinou durante cinco anos, no eficiente estilo WING CHUM.



Em 1959, depois de se envolver em varias brigas de rua, o melhor aluno de Yip Man, venceu o filho de uma temida família das Tríades. Finalmente o pai de Lee decidiu que seu filho deveria deixar Hong Kong para seguir uma vida mais segura nos Estados Unidos.

Em 1961, abriu a sua primeira escola de artes marciais, com o nome de Jun Fan Gung Fu Institute, em Seattle.


A luta mais importante da carreira de Bruce, aconteceu em 1964, quando o experiente mestre Wong Jack Man, que era contra a ideia de Lee ensinar artes marciais a não-orientais, o desafiou para um combate real.


Após três minutos de luta, Wong Jack Man foi derrotado, mas Lee concluiu que a luta durou tempo demais e que ele não tinha explorado todo seu potencial, nascia ali a semente do JEET KUNE DO.

Desconstruindo os estilos de luta e entendendo que o fundador de cada estilo, partiu de uma hipótese, Lee buscou o melhor de cada luta "descristalizando" os estilos, retirando movimentos ineficientes e espalhafatosos, sendo disforme...sem forma, como a agua.


Em 1965 convidado para uma audição, pelo produtor William Dozier, ganho o papel de KATO, na famosa serie do Besouro Verde. Empolgado com a carreira artística, Bruce desenvolveu o projeto de uma serie para TV que foi recusada pela Warner e mais tarde produzida com o nome de Kung-Fu e com David Carradine no lugar de Bruce. Um duro golpe sofrido por Lee, fazendo-o retornar para Hong Kong (a Warner aprontando das suas, desde sempre).


Devido ao sucesso de Kato, em o Besouro Verde, Bruce foi convidado pelo lendário diretor Raymond Chow a estrelar seu primeiro filme, "O Dragão Chinês" de 1971. Explodindo nas bilheterias Chinesas, o longa levou o nome de Lee ao estrelato e possibilitou ao ator, estrear em 1972, "A Fúria do Dragão", outro mega sucesso.

Agora dono de sua própria  produtora, Bruce teve controle completo sobre "O Voo do Dragão" de 1972. 

Ele  escreveu, dirigiu, produziu e coreografou o famoso combate no coliseu com "Chuck Norris" (que se tornou aluno de Bruce por alguns anos), uma das lutas mais memoráveis da historia. 

Ainda em 1972, Bruce estava envolvido com as filmagens de "O Jogo da Morte", quando recebeu o convite da Warner, para protagonizar a mega produção americana, "Operação Dragão", filme que impulsionaria, sua já meteórica carreira.

Infelizmente, alguns meses após a conclusão de Operação Dragão e 6 dias antes do seu lançamento, em 20 de julho de 1973, Bruce Lee, o maior artista marcial de todos os tempos, morreu misteriosamente.

Segundo sua esposa Linda Lee, Bruce se encontrou com Raymond Chow, na casa de sua colega Betty Ting, para discutir a realização do inacabado filme "O Jogo da Morte".

Após Chow ir embora, Bruce queixou-se de dor de cabeça e Ting deu-lhe um analgésico denominado Equagesic, que incluía aspirina e um relaxante muscular. 

Depois de toma-lo, Bruce foi dormir.

Raymond Chow encontrou Bruce desacordado e tentou reanima-lo por cerca de dez minutos, quando chegou ao hospital...Bruce já estava morto.

De acordo com a autópsia, seu cérebro tinha inchado consideravelmente e Lee teria morrido de anafilaxia ao relaxante muscular "Equagesic". Devido a sua condição de mito, varias teorias de assassinato começaram a circular. A mais famosa dava conta que ele havia sido envenenado pelas Tríades, por ter revelado muitos segredos aos não-orientais.

44 anos após a sua morte, o filho do Dragão ainda é a maior referencia nas artes marciais. Copiado e imitado, mas nunca superado, Bruce Lee se tornou um dos maiores ícones da cultura pop e seu legado permanecerá para sempre em nossos corações.

  "Sua inspiração continua a nos guiar, rumo a nossa liberação pessoal"

 

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :