domingo, 9 de abril de 2017



Recentemente, tem-se falado muito sobre as vendas de revistas com mudanças drásticas em ícones certos do universo Marvel, como Thor, Homem de Ferro e Capitão América, e que podem estar causando quedas nas vendas de suas edições...

Alimentadas pela infeliz entrevista dada por David Gabriel, vice-presidente sênior das vendas da Marvel, feita semana passada, dizendo o seguinte:


O que nós ouvimos é que as pessoas não querem mais diversidade. Eles não querem personagens femininos por aí. Isso foi o que ouvimos, quer você queira acreditar ou não. Eu não sei se isso é verdade ou não, mas foi isso que nós vimos nas vendas. O que nós vimos nas vendas foi que qualquer personagem que era novo, nossos personagens femininos, qualquer coisa que não era um dos principais personagens da Marvel, as pessoas estavam virando a cara. Isso foi difícil para nós pois tínhamos várias ideias frescas, novas e empolgantes que estávamos tentando divulgar e nada estava realmente funcionando.

Porém, apesar do que ele disse, há informações erradas... Vários blogs e agentes de notícias fizeram levantamentos sobre as vendas, entre as quais a CBR, a Comichron, a IO9 e outras, nos últimos anos, e chegaram a resultados interessantes...

Vejam os fatos:


  1. "A Poderosa Thor", onde Jane Foster assumiu o manto do Deus do Trovão, não só é a segunda série continua de super-heróis mais vendida da Marvel, como vende mais que a do seu sucessor, o Thor original!!!
  2. "Pantera Negra", de Ta-Nehisi Coates, foi o quadrinho mais vendido em 2016, considerando todas as editoras americanas!!!
  3. "Invencível Homem de Ferro", agora com Riri Williams, a adolescente negra que substitui Tony Stark, é uma das dez mais vendidas revistas da Marvel!!!
  4. "U.S. Avengers #01", a revista que tem um brasileiro líder da equipe, o Mancha Solar, com a Garota Esquilo, a Capitã América do Futuro (filha de Cage com Jéssica Jones), o Hulk Vermelho, Míssil, Pod e Patriota de Ferro, vendeu 110 mil cópias, e foi a mais comprada em Janeiro/2017. E a popularidade da Garota Esquilo é tão grande que vai ganhar série de tv própria...

Então, baseados nos fatos acima, o problema na Marvel não é diversidade... Mas qual é então o problema??




Segundo as várias fontes, seriam basicamente as seguintes:





  1. Aumento dos valores das edições individuais, que pularam dos US$ 3,99 para US$ 9,99, que assustou e afastou os leitores que não podiam acompanhar com mais frequência as aventuras de seus heróis preferidos, ou colecioná-los.
  2. Em dois anos, a Marvel lançou mais de 12 eventos e crossovers, que ocorriam antes mesmos de uma saga ter um encerramento, e que causou confusão entre os fãs, derrubando as vendas. por exemplo, as 24 séries da coleção "Totalmente Nova e Diferente Marvel", vendiam em média 38 mil cópias, e mais recentemente, com o mesmo número de séries, caiu para 22 mil.
  3. Entre outubro de 2015 e fevereiro deste ano, houveram o lançamento de 104 séries de heróis, e como não tiveram boa saída, cerca de 25% delas foram canceladas antes de completarem 10 edições, e outras estão no mesmo destino.
  4. Personagens foram descaracterizados a tal ponto que foi muito difícil para os fãs engolirem, como a mudança do Capitão América, de símbolo contra a opressão, tornar-se agora, agente da H.I.D.R.A. desde sempre!!!
  5. por fim, a concorrência no ambiente das editoras, onde o fã vai em busca de "boas HQs", desconsiderando fidelidades. 

Além disso, os logistas podem não estar passando corretamente as informações, e botam a culpa na diversidade. Na mesma entrevista que o glorioso vice de vendas fez essa declaração, um outro logista disse que a diversidade está fazendo suas vendas subirem, e ele acha ótimo....

Após toda a polêmica, Gabriel publicou nova nota, corrigindo-se do fiasco da anterior:

Discutindo com franqueza com alguns dos varejistas na reunião, nós ouvimos que alguns deles não estavam felizes com o falso abandono dos principais heróis da Marvel e, contrariando o que alguns disseram sobre alguns personagens “não estarem funcionando”, a adesão e a popularidade da maioria desses novos títulos e personagens, como Garota Esquilo, Ms. Marvel, A Poderosa Thor, Spider-Gwen, Miles Morales e Moon Girl, continuam a provar que os nossos fãs e varejistas estão empolgados com esses novos heróis. E deixe-me ser claro, nossos novos heróis não serão abandonados! Nós estamos orgulhosos e empolgados para continuar apresentando personagens únicos que refletem novas vozes e novas experiências no Universo Marvel e que causam identificação com nossos heróis icônicos.
Nós também estamos ouvindo relatos de lojas que recebem e valorizam nossos personagens e títulos e querem mais! Eles revigoraram sua própria base de clientes e suas lojas cresceram por conta disso. Então nós estamos ouvindo os dois lados da história e a única mudança futura que estamos fazendo é para garantir que nós não vamos perder o foco nos nossos principais heróis.

Pois é.

Para mostrar outra reação interessante, G. Willow Wilson, cocriadora e roteirista de "Miss Marvel", uma das HQs mais legais atualmente da Marvel, entrou na polêmica, dizendo o seguinte:


Diversidade como uma forma de culpa não funciona. Vamos abandonar a palavra diversidade completamente e substituir por autenticidade e realismo. Este não é um mundo novo. Este é *o mundo*.Não é por nada, mas existe uma correlação direta entre essas propriedades “diversificadas” que se saíram bem (Luke Cage, Pantera Negra, Ms. Marvel, Batgirl) e propriedades que tem uma forte sensação de pertencimento. Não é a “diversidade” que atrai essas audiências inexploradas, é a *particularidade*. Essa é uma distinção vital que ninguém parece fazer. Isso reflete de novo na questão de autenticidade e realismo. E, finalmente: em um nível prático, isso não é uma realmente história sobre “diversidade”. É uma história sobre o crescimento de quadrinhos para jovens adultos. Se você olhar dessa maneira, as coisas que vendem ou não (e os mercados que eles vendem vs. o mercado que eles não vendem) começam a ganhar um sentido totalmente diferente.


Por fim, Axel Alonso, editor-chefe dos quadrinhos da Marvel disse:


Nossos criadores estão ansiosos para mostrar o mundo que está lá fora.

E que se encerre as polêmicas!!! Vamos mostrar a realidade, gente!!!





Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :