quinta-feira, 8 de junho de 2017

Como acontece aqui em minha na cidade, com certeza deve acontecer igual ou pior em outras. Temos aqui pelo menos 20 salas de cinema espalhadas entre 03 grandes shoppings, fora algumas salas menores, e mesmo assim alguns filmes entram e  saem de cartaz com a mesma velocidade do Flash em ação no trailer da "Liga da Justiça".

Quando estes filmes são disponibilizados em DVDs ou em canais da TV a cabo ou da internet muitas vezes interpretamos a rapidez com que saiu do circuito de cinema como significando que o filme talvez seja ruim. Consequentemente deixamos de assistir bons filmes por esta causa.

Por isto o A&C resolveu dar algumas dicas sobre alguns filmes. Claro que não somos especialistas em cinema, não analisamos ângulos, cortes, montagem, palheta de cores e etc (embora às vezes nos chame a atenção), também sabemos que "filme que agrada Chico pode não agradar Francisco", então faremos o seguinte: daremos alguns detalhes da história, talvez alguns detalhes sobre o diretor e os atores para que você mesmo faça a opção de assistir ou não. Combinado? Então vamos a nossa primeira 'dica':

O filme de hoje já foi objeto de um post nosso (que você pode ler na íntegra aqui) mesmo antes de seu lançamento. Na época destacamos que o filme foi produzido com a esperança de obter uma indicação ao Oscar, mas todos nós sabemos que filmes de ficção  científica só concorrem em categorias técnicas, o filme a que estamos nos referindo é: "Vida" (Life) lançado mundialmente em 18 de março de 2017 (no cartaz consta a data de lançamento nos EUA). O roteiro é de Rhett Reese e Paul Wernick (Deadpool, Deadpool 2, Zombilandia, Zombilandia 2) e a direção é de Daniel Espinosa (Protegendo o Inimigo, Crimes Ocultos).


A história acompanha uma equipe de seis membros da Estação Espacial Internacional que se encontram em órbita da Terra. Logo no inicio ficamos sabendo que uma sonda espacial que coletou amostras do solo de Marte passou por uma "chuva de asteroides" que acabou por tirá-la do rumo. Assim os tripulantes inicialmente tem a missão de tentar recupera-lá quando ela passar pela órbita da Terra.

O encarregado de capturar a sonda em descontrole é Rory Adams (Ryan Reynolds) um engenheiro de sistemas americano e que tem um temperamento mais...aventureiro. Com a sonda interceptada os integrantes da equipe começam a pesquisar as amostras no pequeno laboratório da estação e fazem uma fantástica descoberta! A primeira evidência incontestável de vida em Marte!


A equipe comemora a descoberta e a fama que isto lhes trará, e obviamente continuam seus testes com o organismo encontrado. A princípio a forma de vida está dormente e o biólogo britânico Dr. Hugh Derry (Ariyon Bakare) consegue, depois de muitos testes e esforço, interagir com o espécimen.

É quando ocorre um estranho acidente no equipamento de contenção do laboratório, um acidente que depois que você assiste ao filme fica pensado se foi mesmo apenas um "acidente". O resultado do tal acidente é que a forma de vida aparentemente entra em um estado catatônico. As tentativas do Dr. Derry de reanima-lá acabam por dar início a terrível descoberta de que a criatura pode não ser exatamente o que parecia.



O filme é conduzido de maneira bastante eficiente pelo diretor Espinosa, e isto faz com que o espectador fique com sua atenção inteiramente voltada para a história. A princípio alguns podem fazer inevitáveis comparações com "Alien", porém embora alguns pontos em comum possam ser observados, a história acaba por se distanciar um pouco.

Gostei em especial do final do filme onde o espectador é surpreendido com maestria pelo diretor. Espero realmente que ninguém apareça com a ideia de fazer uma continuação. Não porque o filme não mereça, mas sim porque uma continuação esvaziaria por completo um final fantástico....

Além de Ryan Reynolds e Ariyon Bakare já citados, o elenco conta também com: Jake Gyllenhaal como o médico sênior Dr David Jordan; Rebecca Ferguson como a oficial de quarentena britânica Dra Miranda North; Hiroyuki Sanada como o piloto japonês Sho Murakami e Olga Dihovichnaya como a comandante russa da estação Katerina Golovkina.


Para que você tenha uma ideia do 'clima' do filme, enviamos de bônus o trailer do filme, legendado. Porém, a data que aparece no trailer é 20 de abril quando foi lançado nos cinemas brasileiros.


Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :