quarta-feira, 14 de junho de 2017

Lady Death é uma personagem de histórias em quadrinhos criada por Brian Pulido e Steven Hughes em 1991 e teve sua primeira aparição em "Evil Ernie #1" pela editora Eternity Comics. Reapareceu depois em "Evil Ernie: The Resurrection", uma mini-série publicada pela já extinta Chaos! Comics em 1993.
Em 2002, com a falência da Chaos! Comics, os direitos da personagem foram vendidos para a CrossGen Comics. Porém, em 2004 aesta editora também enfrentou dificuldades financeiras e acabou vendendo os direitos da personagem já em 2005, dessa vez para a Avatar Press. Sendo esta a ultima editora a publicar as séries da dama infernal.
Lady Death já foi ilustrada por Steven Hughes, Mike Deodato Jr., Romano Molenaar e Ivan Reis. Além dos quadrinhos, Lady Death já foi tema do trabalho de diversos artistas como Dorian Cleavenger, Gerald Brom, Boris Vallejo, Joe Jusko e Julie Bell. 

Segundo seu criador Brian Pulido, a história da origem de Lady Death passa-se na Europa Medieval. Onde Hope (a identidade mortal de Death) é o resultado da união entre um ser humano e um Eldritch, uma raça quase imortal, senhores do caos de pele pálida que ocupam um diferente plano de existência. Hope possui as melhores qualidades de ambas as raças, apesar de não fazer parte de nenhuma delas.
Pulido explica que os Eldrich são uma raça de semi-imortais que vêem os humanos como nada mais do que objetos para sua diversão. São rápidos, fortes, mágicos, noturnos e não suportam a luz do dia. Quando os humanos começam a invadir suas terras, uma guerra começa, envolvendo até mesmo uma ordem religiosa, denominada Cavaleiros Teutônicos. Muito do conflito na trama da personagem se da na fronteira entre a terra dos humanos e dos Eldrich, chamada Borderlands, uma espécie de portal mágico que permite o livre-trânsito entre as duas dimensões. As Borderlands também apresentam vários seres e civilizações mitológicas e místicas. 

Dentro desta visão temos a animação produzida em 2004 por Carl Macek e Andy Orjuela para a ADV Filmes, que tiveram a parceria da Sun Min Image Pictures da Coréia, sob direção de Young H. Sang. O trabalho foi acompanhado de perto por Brian Pulido que aprovou e opniou deste o inicio da produção.
A Personagem, apesar de interessante, não desfruta de uma legião de fãs de suas histórias. Mas, é muita admirada e se mostra um desafio a altura para as mais belas modelos de cosplay a nível global. Nesta imagem ao lado temos a talentosa Modelo: Adami Langley nos apresentando sua interpretação da personagem.



Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :