quarta-feira, 12 de julho de 2017


Nesta nova aventura Relâmpago McQueen chega fazendo barulho ao seu terceiro filme. Seis anos após suas aventuras em Tóquio, Roma e Londres, McQueen se tornou obsoleto. Outros carros, mais modernos e potentes, foram ganhando espaço no mundo das competições automobilísticas e agora ele precisa provar que ainda consegue ser o melhor na pista mesmo com a idade avançada.
Essa é a história de Carros 3, que volta às raízes emotivas de Radiator Springs, com os antigos personagens da cidadezinha dando aquela força para McQueen não desistir. “Começamos a ver pessoas que estavam no topo do jogo, celebridades que tinham tudo e estavam enfrentando sua ‘data de validade’. E, francamente, também nos sentimos dessa forma quando novos artistas, jovens estagiários entram no estúdio e conseguem desenhar melhor do que eu agora. Então,  acho que todo mundo provavelmente tem essa sensação quando a próxima geração chega e você começa a sentir que não tem mais valor”, explicou o diretor Brian Fee sobre o momento pelo qual Relâmpago McQueen está passando. Carros 3 é um filme sobre a inevitabilidade da passagem do tempo.Um tema "pesado" se considerarmos as crianças como público primário. Contudo, se ele for trabalhado com um certo equilíbrio, respeitando a inteligência dos pais e, também, a inocência das crianças pode nos surpreender e apresentar uma animação semelhante a qualidade de Up – Altas Aventuras. Caso fique no meio desse caminho, é possível que agrade aos pais e acabe entendiando os pequeninos.
Como podemos ver no trailer, Relâmpago McQueen se depara com uma nova geração de pilotos da Copa Pistão, e acaba sendo repentinamente empurrado para fora do esporte que ama. Depois de sofrer um grave acidente e presenciar o surgimento de veículos mega tecnológicos, o astro das pistas conta com seus patrocinadores da Rust-eze Race Center que convocam uma treinadora nada convencional para ajudá-lo no desafio da Florida 500. Enérgica e ao mesmo tempo doce, Cruz Ramirez (dublada por Giovanna Ewbank) é apaixonada pelo mundo do automobilismo e vai estar ao lado do herói na preparação para o que pode ser o maior momento da sua carreira. A diretora de animação da Pixar, Jude Brownbill, preferiu não colocar a mesma agressividade do antagonista Storm em Cruz, já que ela é uma aliada nesse mundo competitivo. “Seu design está em algum lugar entre Storm e McQueen. Cruz é poderosa e também faz parte desta nova geração. É apaixonada por corridas. Queríamos transparecer isso no desenho do seu corpo e aplicar essas formas à sua boca. Então, fizemos muitas experiências. E o resultado foi a forma arredondada, combinação de uma curva S e uma C. Refletiu sua grande personalidade e destacou seu sorriso.” Nessa trajetória, o principal empecilho de McQueen é o arrogante Jackson Storm, o atual queridinho das corridas. Com design mais dinâmico, ele é o garoto-propaganda da nova geração de pilotos de alta tecnologia, um concorrente difícil para Relâmpago. Michael Comet, supervisor do departamento de design de animação da Pixar, diz que o vilão Storm foi pensado desde o início para parecer mais afiado que McQueen. “Realmente queríamos enfatizar o visual angular furtivo. Por exemplo, colocamos um ‘air intake’ na janela traseira para ajudar a criar uma força de sustentação negativa. Para efeitos de animação, o pusemos mais próximo do chão. Afinal, é um carro esporte da nova geração. Mas tivemos de prestar muita atenção e nos certificar de que a boca poderia ser aberta sem que causasse intersecção com o chão durante os diálogos na animação”. Além disso, Comet diz que o design aerodinâmico e as cores foram fundamentais para tornar Storm um vilão temido. “Ele tem essa pintura de floco metálico e alguns detalhes na cor laranja que o tornam mais agressivo”. 
Como mencionei acima, é notório que a trama trata sobre envelhecimento, necessidade de sair da zona de conforto e de conseguir olhar pro passado com sabedoria. O filme presta uma verdadeira homenagem a Doc Hudson, que foi o primeiro treinador do Relâmpago. Além disso, outra bandeira levantada pelo longa é a do empoderamento feminino, com personagens de destaque para as mulheres – tanto dentro quanto fora das pistas.

Na versão dublada, o espectador ligado em canais e programas esportivos vai reconhecer algumas vozes familiares, pois os narradores da ESPN, Everaldo Marques e Rômulo Mendonça, e a apresentadora global Fernanda Gentil trazem mais emoção e humor às corridas.
Carros 3 traz ainda outras novidades. A Nascar está presente: os pilotos Chase Elliott, Ryan Blaney, Daniel Suárez e Bubba Wallace vão se juntar a Jeff Gordon e Richard Petty na dublagem da versão original do filme. E a animação homenageia a história do automobilismo, começando pelo personagem River Scott, inspirado por Wendell Scott, primeiro e único piloto afro-americano a vencer uma prova da Nascar Cup Series. Já Louise "Barnstormer" Nash homenageia a "Primeira Dama da Corrida", Louise Smith.
CARROS 3 estréia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 13 de julho de 2017.

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :