sábado, 5 de agosto de 2017


Tudo começou quando na terça-feira (01/08) Heather Antos, editora de Deadpool e Star Wars,  postou uma foto com a  hashtag #FabulousFlo, que é referência direta ao apelido da icônica Flo Steinberg, falecida no último dia 23 de Julho. Inicialmente secretária de Stan Lee, foi elemento fundamental na chamada Era de Prata e, anos depois, editou a revista independente Big Apple Comix, onde Neal Adams, Archie Goodwin, Denny O’Neil e Al Williamson fizeram trabalhos autorais.

“É a turma do milkshake da Marvel! #FabulousFlo”, escreveu ela, na legenda. 

Não demorou muito para que alguns internautas se sentissem no direito de fazer críticas de que a Editora tomou o rumo que tomou com baixas vendas e descaracterização de personagens devido ao "excesso de mulheres" no comando da empresa. “Caramba, não consigo imaginar por que as vendas da Marvel estão na merda”, "Falsas geek”,“a mais assustadora coleção de SJW estereotipados que alguém poderia imaginar”[SJW: social justice warrior, guerreiro da justiça social, termo usado para se referir a pessoas que possuem visões socialmente progressistas, incluindo feminismo e direitos LGBT]. E outros ficaram simplesmente no assédio as mulheres presentes na foto. 



'Eu transaria com certeza com a menina da frente'', escreveu um. E outro falou: ''Melhor fazer ela assinar um formulário de consentimento. Ela deve ser o tipo de pessoa que faz uma 'falsa acusação de estupro'''. 


Depois disso, uma campanha tomou a rede social, sob a alcunha da hashtag #MakeMineMilkshake ('Faça meu milk shake', em tradução livre). 

De todas as manifestações de apoio, aquela que mais chamou atenção foi da DC Comics, que mandou um tweet com as mulheres da DC Comics fazendo a pose característica da Mulher-Maravilha e segurando milk shakes. ''Viva as meninas da Marvel!'', dizia a legenda do post.



Outra que também aderiu à manifestação foi a editora Archie Comics.
Logo em seguida a Marvel reagiu com uma foto de um milkshake usando a hashtag.

Essa ação marca a primeira interação entre as marcas Marvel e DC nas redes sociais.

Temos que pensar que acusar de maneira estúpida as pessoas não vai dar uma solução ao problema da queda de vendas dos quadrinhos.



O título Star Wars saiu da casa dos 100 mil exemplares e agora está nos 70 mil. Assim como outros personagens importantes da Marvel caiu para casa dos 70 mil para menos de 50 mil. O recente sucesso da DC fez mostrar que o segredo é agradar o leitor médio, enquanto consegue fazer novos leitores em potencial irem até a comic shop e comprarem online. É levar mais gente para os pontos de venda. Mas não pode ser só isso. Até porque, vamos combinar, ter um TOP 10 com três títulos com/do Batman não me parece ser a coisa mais saudável e sustentável do mundo.

Existem muitas camadas nessa queda nas vendas. A Marvel está atualmente com a iniciativa Legacy para dar uma solução em parte ao problema, chegando à ações concretas – como diminuir a complexidade dos quadrinhos mensais e trazer mais gente para os pontos de venda.

E se leitor quer realmente ajudar em dar um norte para Editora que seja com sugestões que realmente possam dar um rumo melhor para aumentar as vendas. E não, simplesmente, agir como um mero troll de internet. 

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :