terça-feira, 7 de novembro de 2017


Você que está acompanhando a empolgação ( ou não ) da possibilidade de aquisição da FOX pela Disney ( Marvel em Particular ) deve estar se perguntando o porquê de tanta repercussão. 
Neste post, tentaremos explicar para vocês toda a confusão que a Marvel já aprontou e no final você saberá direitinho quem tem os direitos de filmagem e quem não tem os direitos. Vale lembrar, que os direitos descritos abaixo, somente se aplicam ao cinema e as séries de TV e não nas HQ´s.
Tudo começou nos auge dos anos 90, quando a Marvel Comics estava a beira da falência e sendo tremendamente ameaçada com o sucesso da DC Comics, com as grandes produções como: A Morte do Superman nos gibis e Batman Eternamente nos cinemas. Assim, em desespero, a Marvel decidiu vender vários direitos sobre seus personagens para a indústria cinematográfica, New Line Cinema (Time Warner), 20th Century Fox (Fox Entertainment Group), Columbia Pictures (Sony). Lembrando que naquela época, a Marvel ainda não possuía um estúdio próprio e nem planejada entrar no mercado de cinema.

O primeiro personagem a fazer sucesso foi Blade, o Caçador de Vampiros produzido pelo estúdio New Line Cinema, o filme arrecadou U$ 70 milhões nos Estados Unidos U$ 131 milhões em todo o mundo, com um orçamento de U$ 45 milhões. Isso fez com que a Marvel saísse das portas da falência e outras produtoras viram novas possibilidades com filmes de quadrinhos, entrando em cena Lionsgate e Universal.
No final da década de 90, a Marvel vende os direitos do Homem-Aranha para Sony e o próximo sucesso depois de Blade foi X-Men – O Filme produzido pelo estúdio 20th Century Fox, lançado em 2000, no qual arrecadou U$ 157 milhões nos Estados Unidos e U$ 296 milhões em todo o mundo, para um orçamento de U$ 75 milhões.
O próximo filme de sucesso licenciado pela Marvel Studios, foi Homem-Aranha produzido pela Columbia Pictures. Dirigido por Sam Raimi e estrelado por Tobey Maguire, o filme lançado em 03 de maio de 2002, arrecadou U$ 403 milhões nos EUA U$ 821 milhões em todo o mundo.
Em 2005, Marvel Studios decidiu financiar seus próprios filmes com os personagens que a própria Marvel ainda detinha os direitos de adaptação, mas em parceira com a Paramount Pictures para distribui-los pelos os primeiros cincos anos. E em novembro deste ano, a Marvel ganha os direitos do filme Iron Man de New Line Cinema. Em 2006, foi a vez de ganhar de volta os diretos de Hulk. E em abril de 2006 a Paramount Pictures adquire os direitos de Thor da Sony. E no final de 2006 a Marvel adquire os direitos da Viúva Negra da Lions Gate Entertainment.
Em 31 de dezembro de 2009, a Walt Disney compra a Marvel Entertainment por U$ 4 bilhões. Após a fusão as empresas se comprometem a não afetar quaisquer projetos de cinema, embora os estúdios Disney gostaria de distribuir os futuros projetos da Marvel com seu próprio estúdio.

Em 2013, a Disney comprou os direitos de distribuição dos filmes Homem de Ferro (2008), Homem de Ferro 2 (2010), Thor (2011), Capitão América – O Primeiro Vingador (2011), Os Vingadores (2012) e Homem de Ferro 3 (2013) da Paramount Pictures e também do filme O Incrível Hulk (2008) da Universal Pictures, isso porque os filmes continham o logotipo da Paramount e da Universal, respectivamente.
Recentemente foi noticiado que O Universo Cinematográfico da Marvel acaba de alcançar um novo recorde e se tornou a primeira franquia de filmes a arrecadar US$ 5 bilhões em bilheteria no solo norte-americano. O lucro dos filmes do estúdio é maior do que de franquias clássicas como Star Wars (US$ 3,3 bilhões), Harry Potter (US$ 2,6 bilhões) e 007 (US$ 2,1 bilhões), sem correção de inflação e isso sem dúvida deve ter incentivados seus executivos a fecharem um acordo com a FOX readquirindo os direitos cinematográficos de seus personagens.




Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :