terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Liga da Justiça estreou nos cinemas e não conseguiu uma boa bilheteria nos EUA e terminará sendo a menor arrecadação dos filmes recentes da DC Comics, o que é uma pena, pois o filme é bom (leia aqui aResenha do HQRock).
No entanto, a história poderia ter sido muito diferente: após uma primeira tentativa frustrada em 2007, a Warner Bros. encampou um projeto de filme da equipe em 2011, com roteiro escrito por Will Beal (de Gang’s Squad) e que seria dirigido por Ben Affleck, muito antes dele ser convidado a interpretar o homem-morcego nos cinemas. Agora, o The Wrap teve acesso ao roteiro e divulgou seu conteúdo:
  • Liga da Justiça teria Darkseid como vilão principal e iniciaria com uma cena introdutória em Apokolips.
A
  • Liga já seria um grupo formado no início do filme, com seus membros sendo amigos e sabendo as identidades um dos outros. Após a introdução, veríamos Superman e Batman em ação contra Lex Luthor e o Crocodilo, em meio a uma tentativa de negociação de um pedaço de kryptonita que Luthor tenta comprar do KGBesta. Mas em meio à batalha, Dessad aparece e rouba a kryptonita para levá-la a Darkseid.
  • Também veríamos Amanda Wallerencabeçando o Departamento de Metahumanos e aparições rápidas de outros vilões, como Tatooed Man, Cheeta e Solomon Grundy, o que sugere um spin-off do Esquadrão Suicidaà frente.
  • No espaço, o Lanterna Verde John Stewart e o Gavião Negro tentariam impedir que a kryptonita fosse transformada em arma e teriam uma grande luta em uma boate espacial.
  • Na Terra, a Liga ia a Central City recrutar o Flash ao mesmo tempo em que o Superman era derrotado pelo Lobo da Estepe e sequestrado para Apokolips.
  • Batman vai até Themyscira para recrutar a Mulher-Maravilha e descobrimos que os dois têm um passado romântico. Em Oa, John Stewart encontra vários membros da Tropa dos Lanternas Verdes mortos por Darkseid, como Guy Gardner e Killowog. Com Batman, Mulher-Maravilha e Flash, a Liga se reúne na Batcaverna para traçar um plano.
  • Darkseid invade a Terra com o Superman hipnotizado ao seu lado e é combatido pela Liga. Tal qual A Origem da Justiça, Batman veste uma armadurapara a luta, mas é a Mulher-Maravilha quem consegue libertar o homem de aço do controle mental.
  • Superman viaja 11 anos no futuro por um Tubo de Explosão e encontra a Terra devastada por Darkseid, com 80% da população morta e Batman e Mulher-Maravilha liderando a resistência, tendo um filho chamado Clark Wayne. Aparentemente, o Superman morreu nesse futuro.
  • Batman tem um grupo de apoio formado por vilões da DC, como Exterminador, Capitão Bumerangue e Cheeta. Lex Luthor também é um dos combatentes e elabora um plano de fazer o Flash voltar no tempo, o que o velocista faz e morrenos braços de sua versão mais jovem.
  • Sabendo do futuro, a Liga vai até Apokolips antes da invasão para lutar contra Darkseid antes desse hipnotizar o Superman. Os heróis são vitoriosos.
  • Na Terra, Mercy Graves prepara uma campanha presidencial para Lex Luthor enquanto este recebe uma mensagem de seu eu futuro: Clark Kent é o Superman!
É um roteiro bem no estilo da DC e com uma pegada dos filmes de animação da casa, mas é difícil saber se funcionaria no cinema. Para começar, são personagens demais, que servem como fan-service, mas podem superpovoar demais o longa.
Além disso, a falta de uma ambientação anterior poderia tornar o filme maçante e confuso aos não fãs e esse terreno já foi percorrido pelo filme do Lanterna Verde com grande fiasco.
No fim, a Warner decidiu não arriscar: um filme com esse roteiro seria caríssimo e, lembrem, isto foi ainda antes do lançamento de Os Vingadores, em 2012.
Que pena, a Warner perdeu o trem da história e apostou na visão de Zack Snyder do universo DC.

Gostou? Curta nossa fanpage!

0 comentários :